Uma escola que tem história

Próximo de completar 35 anos de existência, o Colégio Ateneu consegue olhar para trás e ver que suas raízes permanecem fincadas no mesmo propósito, seguindo a sua missão de formar cidadãos bem preparados do ponto de vista acadêmico; capazes de enfrentar desafios e ampliar suas potencialidades; aptos a posicionar-se de forma crítica, construtiva e responsável e conscientes da necessidade de preservação do meio ambiente e da prática solidária.

Desenvolver uma proposta pedagógica consistente para garantir uma formação sólida sempre foi a base desse trabalho. A flexibilidade de inovação também se tornou fundamental para fazer do Colégio Ateneu uma instituição reconhecida e diferenciada, vista hoje como escola referência em São Caetano do Sul.

Os alunos contam com uma infraestrutura moderna e ampla, capaz de proporcionar experiências que geram resultados no presente, formar gerações com competência e preparar os estudantes para o mundo acadêmico.

A exemplo disso, o Ateneu possui salas diferenciadas para a realização de atividades diversas, entre elas o Espaço Maker, onde os alunos podem pensar e agir como inventores e produtores do conhecimento em diversas áreas aliadas à construção de objetos, tendo como aliados a tecnologia. Isso ocorre graças à iniciativa da cultura maker, implantada nas principais escolas de países do primeiro mundo e que também faz parte do Colégio Ateneu.

A área dispõe de equipamentos de fabricação digital, tais como impressora 3D, máquina de corte a laser, marcenaria e outras técnicas. Na mesma linha de construção e desenvolvimento da criatividade está o Espaço Construtivo, uma sala que eleva a imaginação e a criação dos estudantes. Já o Espaço Colaborativo, outra sala bastante utilizada pelos estudantes, desperta o senso participativo do trabalhar em equipe.

Vale destacar que além dessa excelente estrutura física e da grande variedade de atividades esportivas, artísticas e culturais oferecidas, o Ateneu tem um compromisso com a história do seu aluno de modo individualizado. Por consequência, o estudante torna-se parte da própria história do Colégio.

Deixe uma resposta